quinta-feira, 24 de abril de 2014

Tucuruí: Caçamba da Prefeitura desgovernada invade terreno no bairro da Cohab







WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Por volta das 14 h desta quinta-feira (24), uma caçamba de propriedade da Prefeitura de Tucuruí, que se encontra totalmente sucateada, visto a “olho nu”, e com seu licenciamento anual atrasado desde o ano de 2008, causou graves transtornos as famílias do bairro da Cohab.

Segundo os moradores, foram momentos de desesperos, vividos pelos moradores da Alameda 8, a caçamba bastante sucateada que foi adaptada com uma fogueira na basculante, para aquecer o pinche, que serve para colocar nos buracos das ruas e posteriormente a massa asfáltica, mas quando o motorista estava aguardando a retirada de um balde de pinche pelos outros trabalhadores da carroceria, o freio da caçamba negou, e o veiculo desceu a ladeira “desembestado”, o motorista vendo a que poderia sofrer um acidente grave pulou da caçamba, mas ainda sofreu diversas queimaduras pelo corpo com o pinche fervendo que foi derramando na rua, por sorte a caçamba derrubou o muro da frente de uma residência e invadiu o terreno da casa, mas a moradora  que estava no quintal, foi atingida parcialmente e sofreu varias escoriações pelo corpo e um corte na cabeça sendo levada pelo Samu 192 para a UPA.

Graças ao muro e as árvores do quintal que amorteceram a velocidade e evitou um grave acidente que poderia ser fatal e de maiores proporções, é fato, que a prefeitura tem em quase sua totalidade uma frota sucateada e com seus documentos de licenciamento anual que na sua maioria estão vencidos, colocando em risco a vida dos funcionários que trabalham diariamente, e da população que transita próximo a estes equipamentos que percorrem as ruas da cidade, sendo consideradas verdadeiras máquinas causadoras de acidentes.

Esperamos que após mais este acidente a prefeitura comesse a legalizar seus veículos junto ao Detran e providencie a manutenção das máquinas e caçambas evitando o risco de novos acidentes que poderão causar até mortes de munícipes.


Tucuruí: Parlamentares Federais visitam funcionamento de Usina e Eclusas


O Superintendente de Geração Hidráulica da Eletrobras Eletronorte, Antônio Bechara Pardauil acompanhou a comitiva na visita a Usina e Eclusas de Tucuruí
A comitiva federal formada pela Comissão Especial da Transposição Hidroviária de Níveis com a equipe da Eletrobras Eletronorte da UHE de Tucuruí
 Deputado Federal Eduardo Sciarra (PSD-PR)





WELLINGTON HUGLES com Colaboração de DENIS ARAGÃO
De Tucuruí
Foto: Divulgaçlão Eletrobras Eletronorte

A Comissão Especial da Transposição Hidroviária de Níveis desembarcou em Tucuruí as 10h da manhã desta quinta-feira (24), para visita oficial as instalações da Usina Hidrelétrica e eclusas. O objetivo é conhecer o maior empreendimento da União na região amazônica e obter informações essenciais que ajudarão a compor o Projeto de Lei Nº 5.335/09, do Senado, que caracteriza como serviço público a operação de eclusas e outros dispositivos de transposição de níveis em hidrovias.

A comitiva composta por nove deputados e assessores, além de integrantes da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e da empresa Bardella, pode conhecer as características do serviço e a operação das eclusas responsáveis pela transposição do rio Tocantins.

Os Deputados Federais Chico das Verduras (PRP/RR), Edinho Bez (PMDB/SC), Eduardo Sciarra (PSD/PR), Jaime Martins (PSD/MG), Jesus Rodrigues (PT/PI), Lira Maia (DEM/PA), Moreira Mendes (PSD/RO) e Ságuas Moraes (PT/MT), que compõem a Comitiva da Comissão Especial de Transposição Hidroviária de Níveis da Câmara dos Deputados Federais, que analisam a liberação das obras de construção de novas Usinas Hidrelétricas no Brasil, estiveram na manhã desta quinta-feira (24), em Tucuruí, sudeste paraense, para visitarem in loco o funcionamento da Usina Hidrelétrica e suas Eclusas em Tucuruí.

Para o deputado Lira Maia (DEM/PA), membro titular da Comissão, a intenção é propor uma nova legislação de transposição de rios e Tucuruí é um excelente exemplo para subsidiar o projeto.
O deputado explica que a Comissão tem percorrido o país para obter informações essenciais para a composição do projeto que vai definir uma nova legislação, mais efetiva, para o setor hidroviário no Brasil. “Esse projeto é importante já que se constrói barragem e se esquecem de viabilizar a navegação”, lembra o parlamentar. 

O Superintendente de Geração Hidráulica da Eletrobras Eletronorte, Antônio Bechara Pardauil, enfatizou que a visita dos parlamentares vai ajudar a aprimorar a Legislação. Ele explica que a operação e manutenção das eclusas é de responsabilidade da Eletrobras Eletronorte e o modelo foi apresentado em sua totalidade aos membros da Comissão. “Assim eles podem conhecer o que tem sido feito em Tucuruí e a partir daqui, replicar esse modelo que poderá ser utilizado, no futuro, em todas as novas usinas e eclusas do país”.

Conforme o relator do projeto, deputado Eduardo Sciarra (PSD-PR) a visita serve para embasar o Projeto que irá regulamentar o setor hidroviário no país. “O custo-benefício do modal hidroviário não tem sido levado em consideração. Um erro já que o escoamento da produção via hidrovias é uma alternativa viável e essencial para reduzir os custos”.

Para o relator, o exemplo de Tucuruí poderá servir de base para o futuro dos transportes no país. “Se o Brasil investisse nesse tipo de transporte, o País poderia aumentar sua competitividade no mercado de grãos, dentre outros”, avalia o deputado.

Até junho, o Projeto de Lei será apresentado e votado na Comissão Especial da Câmara Federal. Se aprovado, o documento volta ao Senado. “A intenção é estar com todo o projeto pronto, votado e aprovado até o fim deste ano”, observa Sciarra.

A hidrovia Araguaia - Tocantins é um anseio antigo da região, mas depende de outro projeto essencial, o Derrocamento do Pedral do Lourenço, próximo a Marabá. Com o derrocamento do Pedral, a subutilização das eclusas de Tucuruí terá fim, já que parte da produção mineral e agrícola do sul e sudeste do Estado poderá chegar a Barcarena e de lá para Estados Unidos, Oriente Médio e Europa.
Projeto - O Projeto de Lei Nº 5.335/09 tramita na Câmara desde 2009. A lei atual sobre concessões e permissões de serviços públicos (Lei 9.074/95) já inclui barragens, contenções, eclusas, diques e irrigações entre as obras que se sujeitam ao regime de concessão. A proposta substitui na lei o termo "eclusas" pela expressão geral "dispositivos de transposição hidroviária de níveis".

A implantação de equipamentos de transposição de níveis tem sido dificultada por causa da indefinição do responsável pelos custos de construção e operação.
Para o setor elétrico, que não pode repassar os custos adicionais para suas tarifas, essas obras representam apenas ônus. Os governos federal e estaduais, detentores do domínio das águas, não dispõem de recursos financeiros a fundo perdido para custeá-las.

Regras para construção - O projeto também exige que a construção de barragens para geração de energia elétrica ocorra ao mesmo tempo que a construção dos dispositivos de transposição de níveis previstos no Sistema Nacional de Viação ou nos sistemas estaduais de viação. O projeto acrescenta essa medida à Lei 9.433/97, que institui a Política Nacional de Recursos Hídricos.

A construção desses dispositivos em rios de domínio da União, segundo o texto, dependerá de prévia declaração de reserva de disponibilidade hídrica fornecida pela Agência Nacional de Águas (ANA). Atualmente, a Lei 9.984/00, que cria a ANA, prevê essa declaração apenas para a concessão do uso de potencial de energia hidráulica.

O projeto também retira da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a responsabilidade de intermediar esse procedimento.

Atribuições da Antaq - Outra medida prevista no projeto é o aumento de responsabilidades da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Segundo a proposta, também serão atribuições da Antaq: a publicação dos editais, o julgamento das licitações e a celebração dos contratos de concessão para operação de dispositivos de transposição hidroviária nos cursos de água de domínio da União.

Por fim, o projeto amplia a esfera de atuação do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) para esses dispositivos. Caberá ao órgão administrar seus programas de operação, manutenção, conservação e restauração.

Incentivo às hidrovias - O projeto vai incentivar o aumento do uso comercial da rede brasileira de hidrovias e, consequentemente, da competitividade dos produtos nacionais. Isso porque, o consumo de combustíveis no transporte hidroviário é menor que o consumo no rodoviário ou no ferroviário.

Programação - Na programação haverá a apresentação do Sistema de Gestão da Geração Interligada               OGH, pelo superintendente da UHE Tucuruí Antônio Pardauil e a visita as Instalações da Usina Hidrelétrica Tucuruí e Eclusas.

Foi ministrada uma palestra pelos funcionários da Eletronorte – Eletrobras Antônio Pardauil, Fernando Leite, Carlos Gil e Iramar, sobre Segurança nas Instalações da UHE Tucuruí e Eclusas, na oportunidade serão apresentados as EPI´s (Equipamentos de Proteção Individual) aos parlamentares e comitiva.

Na oportunidade o superintendente Antônio Pardauil também apresentou um balanço de todas as atividades desenvolvidas pela Eletrobrás - Eletronorte em prol do crescimento de Tucuruí e Região, além de todas as obras e serviços que foram concluídos e estão sendo realizados juntamente com as prefeituras do entorno do Lago, atendendo as condicionantes, levando desenvolvimento e beneficiando a população da região.

As 15 h a Comitiva da Comissão Especial de Transposição Hidroviária de Níveis da Câmara dos Deputados Federais retornará para Brasília no avião da Força Nacional.

Superintendente e diretoria do IPASET são denunciados no MP



O  chefe de gabinete do prefeito Sancler Ferreira acumulando ainda a Superintendência do IPASET


WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

O membro do Conselho Administrativo do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Tucuruí (IPASET), o professor José Junatas da Costa, realizou denúncia formal junto ao Ministério Público Estadual – Promotoria de Tucuruí, de várias ilegalidades que estão sendo praticado pelo atual Superintendente do IPASET, Ronaldo Lessa Voloski, de comum acordo com os demais membros da diretoria.

Na denuncia, o professor e conselheiro do IPASET, consolidou documentalmente os fatos irregulares na gestão do órgão, sendo que existem ainda inúmeros outros indícios que levam a as demais ilegalidades administrativas no IPASET, que vem sendo praticadas pela diretoria do instituto desde a sua criação.

Estas práticas que estão sendo tomadas, segundo o conselheiro, não só têm causado irreparáveis prejuízos aos cofres públicos e a toda a população do município, mas também contribui para o desgaste da imagem das instituições e o descrédito do povo de Tucuruí para com a Lei e a Justiça.         
                      
Segundo o professor Junatas da Costa, as irregularidades são escancaradas, que vão do acúmulo de função dos membros da diretoria, que também assumem cargos na chefia do governo municipal e também recebem como membros da direção do IPASET, sendo solicitado pelo conselheiro aos Promotores de Justiça de Tucuruí a exoneração dos dirigentes do IPASET de uma das funções cumulativas e a devolução de todos os valores recebidos irregularmente.
Outro fato inusitado foi à aprovação do aumento dos seus próprios salários como diretores do IPASET, em uma alíquota de até 147,83%, sendo uma afronta a Constituição da República e as Leis Trabalhistas.

Também foi denunciada pelo conselheiro, a criação de mais três cargos de médicos legistas, para atender no IPASET, mas ninguém esclarece se os profissionais serão cedidos ou remunerados pelos cofres do Instituto, e quem estes profissionais irão atender se não há uma demanda tão grande de beneficiários que farão os pedidos de aposentadoria.

O conselheiro afirma que mesmo com relatório e o parecer contrário pelo Conselho Fiscal do IPASET, da prestação de contas do exercício de 2013 de gestão do IPASET, que verificou um déficit técnico financeiro, onde ficou comprovado, que a Prefeitura Municipal de Tucuruí, não estaria repassando aos cofres do IPASET os valores referentes aos descontos realizados pela Secretaria de Administração nos contra cheques dos servidores da parte funcional, e mesmo com as irregularidades comprovadas, a diretoria reuniu e decidiu pela aprovação das contas de 2013 se nenhuma restrição.


Junatas Costa disse ainda que o nepotismo direto e cruzado “corre solto” dentro o do órgão e por estes motivos elencados, procurou o MP para que tomem medidas que venham a solucionar os desmandos na gestão do IPASET.

A reportagem entrou em contato com a diretoria do IPASET, mas foi informado que até o momento não houve nenhum comunicado oficial do MP com referência aos fatos supostamente denunciados pelo Conselheiro.

Estudante é alvo de calúnias na rede social da internet







WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles/Reprodução da Rede Social

Desde o dia 23 de Março, um usuário da rede social do Facebook, que se apresenta pela acunha de Bruno Raphael, 24 anos, que segundo suas informações em sua página, ele é natural do estado do Rio de Janeiro, mas que mantem uma grande quantidade de amizades na rede social do Facebook de Tucuruí, iniciou uma campanha de difamação e injúria contra a estudante Viviane Cruz, 18 anos, moradora de Tucuruí, que segundo o relato publicado na rede social por duas oportunidades por Bruno Raphael, ele levanta suspeitas com referência à saúde da jovem, afirmando que a mesma e portadora do vírus do HIV, observem textualmente a postagem desde elemento: “Bruno Raphael - 23 de março · Editado. Vamos compartilhar essa garota contém o vírus do Hiv, vamos ajudar a todos q se envolveu com ela sem saber e ajudar aqueles q não tiveram nada ainda. Mas por não saber poderão adquirir o vírus.  O nome dela é Viviane Cruz”, a segunda postagem e mais ofensiva e caluniosa: “Bruno Raphael - 24 de março - Bom Dia Galera do Facebook. Venho aqui comunicar a todos q está Garota Viviane Cruz contém o vírus do Hiv ela já passou pra vários caras. Tá aí galera compartilhar quem sabe um dia pessoas assim como ela n caiem na realidade é faz por onde para de contaminar outras pessoas!! Wlw — com Adailton Franco”.

Nossa equipe de reportagem foi acionada pela estudante que pediu nosso apoio para esclarecer e tentar elucidar este fatídico fato ocorrido, que coloca em xeque a vida social e pessoal da adolescente.

Observamos que esta denuncia é infundada e sem nenhuma prova concreta, feita por Bruno Raphael, haja vista, esta sendo observado que se trata de uma figura inexiste, que nas redes sociais são conhecidos como “fake”, mas com penetrações na cidade com muitos amigos na rede, proliferando estas notícias mentirosas e infundadas, colocando em risco o caráter, a vida pessoal e social desta estudante, levando muitas pessoas da rede social a cometerem um erro criminoso proliferando estas calúnias.

Estas pessoas que publicam estas mentiras são a escória do limbo da falta de caráter e das ações criminosas, que devem ser coibidos e colocados atrás das grades.

A estudante Viviane Cruz, em função da calúnia disferida pelo elemento Bruno Raphael, foi até o setor de controle e exames de Tucuruí, e realizou a coleta de sangue para análise laboratorial e com os resultados do exame de HIV nas mãos está provando a este elemento e a todos que por ventura acreditaram na mentira formatada por este contraventor Bruno Raphael. Publicando o resultado do exame que deu negativo a infecção pelo vírus do HIV em Viviane Cruz.

A Polícia Civil foi acionada, e já foi iniciou o rastreamento da conta do elemento na página da rede social do Facebook, assinada pelo contraventor Bruno Raphael, e após sua identificação monitorada através do IP, será identificado onde esta sendo postadas estas calúnias, e será possível ser colocada às mãos no contraventor que será preso e responderá pelos crimes de difamação e calúnia, assim como será acionado judicialmente para indenizar a estudante Viviane Cruz pelas ofensas sofridas.

Queríamos parabenizar a atitude ímpar da estudante Viviane Cruz de tomar a frente e não ter medo de provar a verdade, expondo-se sem medo de retaliações. Os amigos de Viviane Cruz exigem das autoridades uma ação imediata para que este elemento assim como outros que utilizam a rede social para denegrir a imagem e o caráter das pessoas de bem de nossa cidade, sejam banidos e colocados atrás das grades.

O SUPERNORTE ESTÁ BATENDO UM BOLÃO COM A PROMOÇÃO DA SEMANA DO ARROZ COM FEIJÃO!


Promoção da Semana Supernorte

Semana do Arroz com Feijão

O SUPERNORTE ESTÁ BATENDO UM BOLÃO COM A PROMOÇÃO DA SEMANA DO ARROZ COM FEIJÃO!

Ofertas Promocionais:

Arroz Show 5 Kg  - R$ 7,99

Arroz Gol 5 Kg      - R$ 9,49

Arroz Senninha Branco / Parbolizado 5 Kg -  
 R$   9,99

Arroz Tio Urbano Branco/ Parbolizado 5 Kg - 
R$ 10,99

Arroz Tio Jorge, Branco / Parbolizado 5 Kg -   R$ 10,99

Feijão Carioca da Casa 1 kg - R$ 2,86


A Maior Promoção de Arroz e Feijão já vista em Tucuruí, agora no Supernorte, procurem uma das três lojas e realizem suas compras, promoção válida até o dia 1º de Maio ou enquanto durar os estoques.

Endereço do sucesso de suas compras:

SUPERNORTE (matriz)
Rua Lauro sodré, 640 - São José - Tucuruí - Pará
Fone: (94) 3787-1007

SUPERNORTE EXPRESS (filial 01)
Rua Betel, 02 - Jardim Mariluce - Tucuruí - Pará
Fone: (94) 3787-9097 - 3787-4174

SUPERNORTE VILA (filial 02)
Avenida: Minas Gerais, 02 - Centro Comercial / Vila Permanente - Tucuruí - Pará
(94) 3778-1066 - 3778-4712