terça-feira, 16 de setembro de 2014

Moradores do bairro Terra Prometida fecham via em protesto ao descaso da prefeitura



WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Centenas de moradores do bairro Terra Prometida, em Tucuruí, sudeste do Pará, realizaram no final da tarde desta terça-feira (16), uma manifestação fechando as Rua #1 de \março, Dom Cornélio e Alcobaça, principal via de acesso, em função ao descaso e o abandono que a prefeitura vem tratando os moradores, sem dar manutenção nas ruas do bairro, e a mínima atenção na limpeza dos bueiros, que com o vendaval que assolou a cidade, o bairro e as casas foram ao fundo, sem ter condições de escoamento das águas pluviais.

O morador Jonas Lima, 46 anos, esclareceu que, “cansou de procurar o prefeito Sancler Ferreira em seu gabinete na prefeitura, indo à busca de soluções das carências do bairro, e a resposta sempre era que o prefeito estava viajando em busca de recursos para a cidade”.

Mas, já se passaram 6 anos, e nada foi feito em prol dos moradores do bairro, a não ser a enganação e as promessas infundadas, inclusive, a última mentira foi da entrega do Posto de Saúde, que existia no bairro, e foi demolido por Sancler, em 2010, e iniciada a obra, que já fez festa de comemoração de 4 anos em construção, e nunca foi finalizada, inclusive, novamente o prefeito Sancler Ferreira, juntamente como o secretário de Saúde Charles Tocantins prometeu que iria inaugurar o posto de saúde neste dia 15, mais uma vez, enganou a população que ficou esperado a chegada da obra, e nada foi feito, a população mesmo sabendo que a construção não tem data de término, tudo em função ao calote que a prefeitura vem dando na empresa de construção.

Os moradores revoltados fecharam a via, e exigiram a presença de uma autoridade que pudesse dar uma solução das reivindicações dos moradores, mas foram informados que o prefeito Sancler Ferreira (PPS), estava em campanha político eleitoral, pelo interior do estado, em apoio à reeleição do atual governador. “Enquanto o prefeito de nossa cidade Sancler fica atrás de votos nos municípios, ele esqueci  do povo que lhe colocou no poder, e deixa todos a mercê das privações e a beira do caos. Isso é que é ser prefeito? Poderia era ter pelo menos vergonha na cara e deixar a prefeitura para quem queira trabalhar”, disparou revoltada a dona de casa Amélia Cristina do Carmo, uma das moradoras que estavam a frente da manifestação.

A equipe de reportagem procurou a assessoria da Prefeitura de Tucuruí para obter o posicionamento com referência à manifestação popular, mas fomos informados que o gestor Sancler Ferreira estava fora do município, cumprindo agenda, e que nada poderia ser esclarecido a não ser através do prefeito.


Vendaval causou pânico e destruição na cidade de Tucuruí














WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Wellington Hugles

Por volta das 16 h desta terça-feira (16), uma chuva de duração de mais de 30 minutos causou grande pânico aos moradores da cidade de Tucuruí, sudeste paraense, além de grandes prejuízos e muita destruição.

Uma tempestade, com ventos de mais de 90 km, assolou a cidade de Tucuruí, foram momentos de pânico e desespero de toda a população, que vivenciou a queda de árvores, casas sendo destelhados, muitos galhos de madeira, diversos materiais estavam voando em todas as direções, colocando todas as pessoas em riscos de sofrerem acidentes.

A população não teve reação de tentar salvar seus bens, e sim de tentar apenas resguardar suas integridades físicas, que estavam em risco em função a todo o material que estava circulando na ventania nas ruas e nas casas.

Dezenas de árvores foram arrancadas pela raiz, ruas foram fechadas pela quantidade de entulho de telhados, e fiações de energia se romperam, centenas de casa foram destelhadas e muros foram ao chão.

Foram trinta minutos de muito sofrimento e desespero, em diversos bairros foi registrado chuva de granizo, as águas pluviais invadiram as casas, os moradores de diversos bairros perderam tudo com a enxurrada de água da chuva, que além de invadir as casas, ainda com o destelhamento das residências molharam todos os móveis e aparelhos domésticos.

Segunda o depoimento da moradora Marias das Graças, do bairro Jardim Paraíso, “foi momentos de muito sofrimento, pensei que o mundo estava se acabando, uma chuva tão forte que nos meus 60 anos de vida, nunca tinha visto uma coisa dessas, além da queda de pedras de gelo, que perfurou o telhado e juntamente com a ventania destruí a cobertura das casas e derrubou os muros e árvores”.

O caos está instalado na cidade de Tucuruí, localizada a 460 km de Belém, 12 ruas principais foram interditadas, devido a quedas de árvores, diversos bairros estão sem energia elétrica, e sem previsão do religamento pela empresa concessionária.

Diversas empresas tiveram prejuízos incalculáveis, com a queda de seus muros e a invasão das águas tanto pelo destelhamento dos telhados como pela invasão pela rua.

O comércio fechou as portas com receio ao vendaval e uma destruição ainda maior.

A Defesa Civil de Tucuruí foi acionada, mas esclareceu que esta sem condições de garantir qualquer atendimento à população, que esta sofrendo em função ao efeito do vendaval.

A Prefeitura de Tucuruí foi acionada através da Secretaria de Assistência Social, para dar esclarecimento a população, quais os procedimentos que serão adotados para atender as centenas de famílias que estão passando por este estado de calamidade pública, mas até o fechamento desta edição nenhum representante do poder executivo municipal, quis dar qualquer informação oficial, haja vista, o prefeito da cidade de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS) é o único que centraliza a decisão de autorizar qualquer atendimento nestes casos aos moradores, sendo informado ainda que o prefeito estar fora da cidade, em viagem, acompanhando a comitiva do governador, em campanha eleitoral pelo interior do estado.

Na ausência do prefeito que se encontra ausente da cidade, foi acionada a Secretaria de Serviços Urbanos e Limpeza Pública, para esclarecer as medidas que serão tomadas para sanar o caos que encontrasse a cidade, mas fomos informou que a secretaria não tem quantidade necessária de pessoas que possam atender, na limpeza e desobstrução dos pontos de alagamentos e a retirada das árvores e obstruções de vias, orientando que a própria população faça estes serviços, que durante os próximos dias fará a coleta das árvores podadas e do lixo acumulado.

Câmara de Vereadores – Um dos principais prédios históricos da cidade de Tucuruí, o Palacete Municipal da Câmara de Tucuruí, que sediou a Prefeitura por muitos anos, também sofreu pela força do vendaval, perdendo quase a totalidade do seu telhado, devido a forte chuva e a ventania, as telhas foram arremessadas a distância, a forte chuva com granizo tomou conta de todo à parte interna do prédio, alagando a plenária e os gabinetes parlamentares, molhando arquivos e documentos oficiais, até o momento não foi avaliado o total do prejuízo em móveis e equipamentos eletrônicos.

O presidente da Câmara o vereador Florival Nunes, decidiu suspender as atividades funcionais da Casa de Leis até que sejam tomadas as providências emergências, para o inicio da reforma emergencial do prédio sede do Poder Legislativo de Tucuruí.


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

MPOG autoriza nomeação em oito concursos públicos


O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou a nomeação de 972 candidatos aprovados em oito concursos públicos. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial da União, desta segunda-feira (15).

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foi autorizado a nomear 271 candidatos aprovados no concurso autorizado em 2013, nas especialidades de técnico administrativo (168), técnico ambiental (53), analista administrativo (20) e analista ambiental (30). E o Ministério do Meio Ambiente (MMA) recebeu autorização para nomear 24 analistas ambientais – do concurso realizado neste ano.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nomeará 400 aprovados no certame também realizado neste ano, nos cargos de especialista em ciência e tecnologia – produção e inovação em saúde pública (25), pesquisador em saúde pública – assistente (164), tecnologista em saúde pública (128), analista de gestão em saúde pública (8) e técnico em saúde pública (75).

Para o Ministério da Saúde (MS) são 21 candidatos adicionais, aprovados e não convocados, do certame realizado em 2012. Os novos profissionais exercerão as funções de administrador (15), bibliotecário (1), contador (3) e economista (2).

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) foi autorizado a nomear 105 aprovados no concurso realizado em 2013, nos postos de analista técnico-administrativo (75) e agente administrativo (30).

A Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) nomeará 71 aprovados na seleção realizada em 2012. Os novos servidores ocuparão os cargos de agente administrativo (4), analista técnico-administrativo (19), arquiteto (1), contador (5), economista (12), engenheiro (21), engenheiro agrônomo (2), estatístico (1), geógrafo (3), geólogo (1) e químico (2).

Já o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nomeará 50 candidatos aprovados e não convocados no concurso realizado em 2012. Os novos servidores exercerão a função de técnico administrativo.


Por último, a Controladoria-Geral da União (CGU) foi autorizada a nomear 30 candidatos aprovados e não convocados do certame de 2012. O cargo é o de analista de finanças e controle, nas especialidades administrativa (5); auditoria e fiscalização geral (20) e de infraestrutura (3); e tecnologia da informação em sistemas (2).

Tucuruí: Professora morre em acidente de moto

Professora Silviane Oliveira Almeida, 29 anos, morre em acidente de moto

WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí
Foto: Arquivo Pessoal

Por volta das 4 h da madrugada desta segunda-feira (15), um grave acidente foi registrado na Avenida 7 de Setembro, uma das principais vias da cidade de Tucuruí, sudeste do Pará. Duas motos que seguiam no mesmo sentido, Praça do Rotary para a Avenida Tancredo Neves, antes da chegada do muro do Armazém Paraíba, em função a condutora da motocicleta que vinha sozinha do lado esquerdo da avenida, ao tentar realizar uma conversão repentina à direita, e entrar em umas das travessas, a jovem Silviane Oliveira Almeida, 29 anos, recebeu o impacto da outra motocicleta que vinha logo atrás no mesmo sentido, mas no seu lado esquerdo da via, foi quando perdeu a direção projetando-se ao meio fio, o impacto foi grave e inevitável.

A professora Silviane Oliveira Almeida, que trabalhava na Prefeitura de Tucuruí, foi socorrida pela equipe do Samu 192 a UPA, no bairro Santa Mônica, mas infelizmente não suportou aos ferimentos e foi a óbito na unidade de saúde.

A Polícia Militar esteve no local no momento do ocorrido, e apresentou o condutor da outra motocicleta envolvido no acidente a Seccional de Tucuruí, onde foi constado estar com os documentos da motocicleta em dias, e estar habilitado. A sua companheira que estava com ele na moto, sofreu traumatismo, quebrando um dos braços, sendo também encaminhada a UPA pelo Samu 192, e em função a suspeita de fratura na cervical, foi transferida imediatamente para o Pronto Socorro do Hospital Regional de Tucuruí.

A Polícia Civil foi acionada no momento do acidente, e esta tomando todas as medidas para esclarecer os fatos, o corpo da professora foi removido da UPA pela equipe do IML de Tucuruí, onde passou por necropsia, o corpo será liberado no início da tarde aos familiares para os funerais.

O féretro deverá ser velado em sua residência na Rua Santos Dumont, no bairro Paravoá, seu sepultamento esta previsto para a manhã destra terça-feira (16), no cemitério público de Tucuruí.


Os familiares, amigos e seus alunos estão comovidos pela perda repentina desta jovem professora, que tinha um futuro promissor, e sonhos de grandes realizações, que nunca poderão ser concluídos em função ao seu chamado para estar junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo no paraíso. 

domingo, 14 de setembro de 2014

Transcametá: Acidente com carro de passeio sem vítimas fatais


WELLINGTON HUGLES
De Tucuruí

Depois da informação oriunda de moradores da cidade vizinha de Cametá, de um provável acidente com vítimas, envolvendo um ônibus de transporte coletivo, caímos em campo para as averiguações, onde foi confirmado pela direção da COMASPA, que os ônibus que realizaram o transporte de passageiros de Cametá para Tucuruí e de Tucuruí para Cametá, todos chegaram dentro dos horários previstos, não ocorrendo nenhuma alteração.

É fato, que na rodovia BR 422 (Transcametá), que se encontra ainda em péssimas condições de trafegabilidade, em função a realização da prova do Concurso Público de Tucuruí, diversos veículos de passeio, tentaram a sorte e vieram para Tucuruí, ocorrendo sim um acidente com um carro de passeio, mas apenas com perdas matérias do veiculo, nada ocorrendo com os cinco tripulantes do veículo, a não serem escoriações e luxações, mas todos passam bem e o veículo já foi transportado para a cidade de Cametá.

Bombeiros - O Comando do Corpo de Bombeiros Militar, em nota, informou que realmente foi acionado a equipe de Cametá para atender um povoável acidente na Rodovia BR 422 com um ônibus, mas ao se deslocarem, para o estrada, e ao chegarem ao provável local informado, não havia mais a ocorrência, tudo em função aos demais veículos que transitavam na estrada, terem prestado o socorro, inclusive o carro que sofreu o acidente foi transportado para a cidade de Cametá. Sendo considerada a chamada como um trote, mas que realmente o acidente ocorreu mas sem vítimas fatais.

Graças a Deus, mais um final de semana abençoado e sem nenhuma perda prematura de vidas em função as pessoas condições das rodovias do Pará.

Concurso – Foi registrado o aumento acentuado do número de ônibus que vieram de Belém, segundo a empresa Boa Esperança, foram colocados além dos 6 horários diários, mas 20 veículos extras, os candidatos que moram as margens do rio Tocantins, também vieram em grande quantidade,  só no final da tarde deste domingo (14), 3 lanchas e 2 barcos saíram do porto de Tucuruí em direção a Cametá, com paradas em todas as vilas e municípios as margens  do grande Tocantins.


Amanhã segunda-feira (15), ainda contínua a saga das provas do Concurso Público de Tucuruí, segundo o que foi observado neste domingo, a estrutura ficou a desejar por parte da organizadora, inclusive as escolas que foram colocadas à disposição para ministrar as provas, sem a mínima condição de atender a quantidade de inscritos, a exemplo da Escola Gumercindo Gomes no bairro do Getat, os candidatos foram obrigados a realizar as provas em cadeiras de alunos do primário, impossibilitado um conforto, e uma situação adequada para a garantia da tranquilidade e concentração para uma boa prova.