Pesquise as matérias do JT:

sexta-feira, 28 de julho de 2017

“Ricardo Chegado” é preso por envolvimento na morte do ex-prefeito de Breu Branco Diego do Alemão


 Pistoleiro que executou o prefeito teria confirmado que o empresário e presidente do PSD ordenou a execução. Ricardo José Peçanha, vulgo “Ricardo Chegado” é amigo da família da vítima e ex-patrão do executor do prefeito
Momento da transferência de “Ricardo Chegado” para Tucuruí

 A identidade do pistoleiro que executou o prefeito Diego do Alemão ainda está sendo resguardada

A força tarefa da Polícia Civil e Militar prenderam na manhã desta sexta-feira (28), quatro homens, entre eles o suspeito apontado pelas investigações como o autor dos disparos que resultaram na morte do prefeito de Breu Branco, Diego Kolling (PSD), que e o presidente da Comissão Provisória do Partido Social Democrático do Estado do Pará (PSD-PA), Ricardo José Peçanha, vulgo “Ricardo Chegado”, muito amigo da família Kolling, ele foi um dos coordenadores da campanha do deputado federal Eder Mauro, nas eleições de ocorridas em 2014 e também estava na coordenação geral da campanha que elegeu o prefeito Diego Kolling em 2016. 


A polícia ainda não revelou detalhes da prisão, que ocorreu durante uma operação para cumprir mandados referentes às investigações do crime.


O assassinato aconteceu no dia 16 de maio de 2017. Diego Kolling, que era conhecido como Diego do Alemão, era prefeito da cidade de Breu Branco, no sudeste do Pará e foi morto enquanto andava de bicicleta na companhia de amigos em um trecho da rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Breu Branco.


De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (Segup), o suspeito confessou ter feito os disparos contra o prefeito, e disse que executou Kolling a mando de “Ricardo Chegado”, que foi seu patrão quando trabalhava para ele como operador de um trator. 


Diante da prisão de “Ricardo Chegado”, O PSD informou imediatamente, em nota, que a comissão do partido na cidade foi destituída.


A ação - O próprio delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, coordenou a operação de cumprimentos de mandados de prisão, buscas e apreensão e condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor. 


Ao todo, 40 policiais, entre civis e militares, participaram das ações tanto na área urbana quanto na zona rural de Breu Branco.


O acusado de ter sido o mandante do assassinato de Diego do Alemão, Ricardo José Peçanha - vulgo “Ricardo Chegado”, foi transferido para Seccional de Tucuruí, em função a grande movimentação popular que se formou na delegacia de Breu Branco exigindo justiça.


Com receio de tumulto ou depredação do prédio público os acusados foram recambiados para Tucuruí. 


Muitas outras novidades virão a tona no desenrolar deste crime bárbaro que vitimou o prefeito de Breu Branco, muitos outras pessoas envolvidas serão apresentadas, e a população deverá conhecer os algozes de Diego do Alemão.


Na verdade tudo que foi falado pelo delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino em entrevista coletiva na última quarta-feira (27), em Tucuruí, foi efetivamente confirmado a sociedade, com a prisão de um dos apoiadores, empresário e presidente do seu partido, que coordenou e financiou a eleição de Diego Kolling e estava por trás como mandante de sua morte.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário